Olha aí, nós vamos falar um pouquinho sobre as pteridófitas
como por exemplo a samambaia.
Todo mundo aqui já viu uma samambaia?
Olha lá, hein!
Cante comigo, então.

Olha a samambaia. Vê se não dá fora.
De uma pteridódita é que eu vou falar agora. (bis)

Você vai aprender, traqueófita ela é,
pois tem vasos condutores que seiva transportarão.
Sem flores, sem sementes, criptógama, então.
E vai depender de água para a fecundação.

Olha...

Adulto samambaia, esporófito chamado,
tem tecidos condutores, ele é vascularizado.
E dentro do esporângio, a meiose acontece,
os esporos são lançados e o ciclo permanece.

Olha...

Esporo chega ao solo, germinando é protalo.
Tem rizóide, é reduzido, transitório e achatado.
Gametângios e gametas no gametófito haplóide,
arquegônio, oosfera, anterídio, anterozóide.

Olha...

Anterozóide nada, é um gameta flagelado,
se desloca, procurando fecundar a oosfera.
Chegando no arquegônio, o zoidinho penetrou,
oosfera fecundada e o zigoto se formou.

Olha...

Zigoto, que é 2n, vai crescendo no protalo,
por mitoses sucessivas, adulto vai ser formado.
Esporófito adulto já pode reproduzir,
esporângio forma esporo, tudo vai se repetir.

Olha...

E aí moçada! Esse é o ciclo das pteridófitas.
Lembre-se que o adulto duradouro é o esporófito.

Valeu!

samambaiaçu ou xaxim

Letra: Paulo Alexandre / Música: Julinho Carvalho